Área Municipal de Proteção Ambiental Pé do Morro
 

Concurso Logomarca

 

APA Pé do Morro


A APA Pé do Morro totaliza 230 hectares e seus limites foram traçados em função dos limites das áreas remanescentes de vegetação nativa e a geomorfologia.

A constituição geomorfológica da área favoreceu à formação de sítios de grande beleza cênica, com a presença de vales e morros, zonas de mananciais e refúgio de animais silvestres, com potencial para o desenvolvimento de atividades turísticas e recreativas.

No entorno da APA existe uma considerável quantidade de estradas vicinais em bom estado de conservação, as quais favorecem o manejo da Unidade de Conservação, dando suporte à fiscalização, ao monitoramento e à logística para uma eventual brigada de incêndios.

A população local foi consultada sobre a importância de se preservar a área, através da criação de uma unidade de conservação e de se criarem instrumentos legais com esse objetivo. Unanimemente, as pessoas entrevistadas foram simpáticas à ideia e esperançosos, pois várias vezes externaram o medo de que empreendimentos da atividade mineradora viessem a se instalar e causar danos aos morros, evidenciando o apego da população a estas formações naturais.

As prioridades estabelecidas em termos de conservação ambiental para a APA Pé do Morro são:

-- Os remanescentes de vegetação que abrigam espécies animais raras, com registros de ocorrência de onça pintada (Panthera onca), anta (Tapirus terrestris), urubu-rei (Sarcorhamphus papa), veado mateiro (Mazama americana), entre outros;

-- Os locais de nidificação de animais;

-- Locais com expressiva beleza cênica e potencial turístico;

-- As faixas de encostas que, além da beleza cênica e presença de florestas, apresentam grande fragilidade geológica diante da antropização e dos processos erosivos;

-- As áreas ligadas à manutenção da qualidade dos recursos hídricos, como várzeas, margens de rios e as zonas de mananciais;

A criação desta unidade de conservação de uso sustentável tem como objetivo primordial a garantia de que o Poder Público e a comunidade possam zelar pela manutenção da biodiversidade local, proteção das espécies ameaçadas de extinção em nível regional, disciplina no processo de ocupação territorial, segurança na sustentabilidade do uso dos recursos naturais, conservação dos núcleos expressivos de remanescentes da vegetação, preservação dos recursos hídricos existentes, fomentação do turismo ecológico, promoção da educação ambiental, melhoria da qualidade de vida das populações residentes e preservação da cultura e da tradição dos moradores.

 

 

Aragominas


Aragominas é um município localizado na região norte do estado do Tocantins. A sede do município situa-se nas coordenadas geográficas 07º09'42" sul e 48º31'42" oeste, estando a uma altitude de 420 metros, com uma área de 1.173,054Km². Sua população é estimada em 5.882 habitantes (IBGE, 2010).

A cidade de Aragominas foi fundada por imigrantes nordestinos, provenientes da cidade de Juazeiro do Norte, que se estabeleceram na região, após uma viagem de vários meses, utilizando-se do transporte usual à época, lombo dos jumentos.

Foram trazidas imagens de santos nordestinos como Padre Cícero, Santo Expedito e etc. Esses retirantes se instalaram na região do “Pé do Morro”, nome dado por ter dois morros em forma dômica que estão ali localizados.

Formaram uma pequena vila que existe até hoje, de aspecto rústico e que ficou parado no tempo, com casas construídas de palha e barro. Ali também, são encontrados vários pontos de cultos religiosos, pois o lugar tornou-se místico, cheio de crenças, milagres, promessas e muita fé.

A área onde se encontram os morros é de beleza ímpar, constituída de paisagem exuberante e de muitas plantas exóticas, contrastando com as características do cerrado e apresenta grande potencial turístico.

 

 

 

Comunidade Quilombola

 

Os primeiros indivíduos declarados remanescente de quilombo chegaram à região juntos com os romeiros, em meados da década de 1950. Instalaram-se em uma pequena faixa de terra entre dois morros, onde iniciaram o processo de povoamento. 

Na área ainda existem remanescentes dessa comunidade, incluindo o povoado na região central da APA Pé do Morro, com igrejas, cemitério e residências antigas. Atualmente o grupo é composto por cerca de 60 famílias, totalizando 226 habitantes, principalmente filhos e netos dos romeiros, residentes na cidade Aragominas e adjacências.

A Fundação Cultural Palmares reconheceu a comunidade através da Portaria nº 162, de 21 de dezembro de 2010.

 

 

 

Fonte: SOUSA, B. P.; MACHADO, C. A.; MELO, A. S.; Silva, E. J. F. S.; SOUZA, A. M.; NASCIMENTO, A. A.; FILHA, M. A. S. Justificativa Técnica: Subsídios para criação da Unidade de Conservação de Uso Sustentável – APA Pé do Morro, no município de Aragominas, norte do Tocantins – Relatório Técnico. Secretária de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Meio Ambiente – Aragominas, 2017.

Site da UC
http://www.gesto.to.gov.br/uc/93
Endereço
Avenida Marianópolis, 44
Bairro/Setor: centro CEP: 77845000
Aragominas - TO
Contatos
Antonio Libanio Reis - (63) 3463-1210 - apapedomorro@gmail.com Abrangência Estadual/Municipal
Município: Aragominas - TO
Atos Legais
Data Tipo Doc. Legal Finalidade Documento Área (ha)
28/11/2017 Decreto Criação 230.00
 

Áreas Protegidas - Telefone: (63) 3218-2678