Monumento Natural das Árvores Fossilizadas do Tocantins - MONAF
Zoneamentos
  • Plano de Gestao Criado: Sim
    Outros instrumentos de Planejamento e gestão: Sim
    Declaração de Significância : A região da Unidade é considerada uma área prioritária para preservação no Cerrado, de acordo com o estudo multidisciplinar realizado por especialistas que se reuniram em 1998 para definição de locais prioritários para conservação (Brasil, 2002). De acordo com esse estudo, o MONAF está inserido na área 103, designada como “Polígono das águas do Maranhão”, um local classificado como de importância biológica extremamente alta, sendo sugerida a criação de Unidade de Conservação na região. Além disso, o MONAF encontra-se em uma região de lacuna de Unidades de Conservação no Cerrado, bioma que conta com pequena área protegida e ao mesmo tempo alto grau de ameaça. Isso reforça a importância do MONAF para conservação da biodiversidade do Cerrado. A importância do MONAF, única unidade de conservação de sua categoria de manejo no bioma Cerrado alcança o cenário conservacionista internacional, apesar de não apresentar grande reconhecimento no país.
    Status do Documento: Concluido
    Grau de Implantação: Implantado Parcialmente
Documentos Plano de Manejo
  • Plano de Manejo MNAFTO - Todos os 4 encartes em um só arquivo

    Tipo: Documento Completo
    Data da Aprovação: 14/12/2005
    baixar (869.0 KB)
  • Plano de Manejo Encarte 1 - Informações gerais da UC

    Tipo: Documento Completo
    Data da Aprovação:
    baixar (485.0 KB)
  • Plano de Manejo Encarte 2 - Contextualização Estadual e Regional da UC

    Tipo: Documento Completo
    Data da Aprovação:
    baixar (1.4 MB)
  • Plano de Manejo Encarte 3 - UC e Zona de Amortecimento

    Tipo: Documento Completo
    Data da Aprovação:
    baixar (12.1 MB)
  • Plano de Manejo Encarte 4 - Planejamento da UC

    Tipo: Documento Completo
    Data da Aprovação:
    baixar (831.9 KB)
Zonas

Nenhuma informação disponível!

Fotos
  • Créditos: Hermísio
  • Créditos: Hermísio
  • Créditos: Carlos Mágno

Áreas Protegidas - Telefone: (63) 3218-2678